Pe. Laurindo: “Aquele que acolhe o Evangelho é sinal de alegria”.

Sem título
Papa: Quaresma ajuda a entrar no deserto interior, em contato com a verdade
fevereiro 18, 2024
retiroministroeucaristiaecatequistas2024
Ministros da Eucaristia e Catequistas participaram de retiro
fevereiro 21, 2024

Pe. Laurindo: “Aquele que acolhe o Evangelho é sinal de alegria”.

IMG_5320

No domingo, 18 de fevereiro, aconteceu na Matriz Sagrada Família a Santa Missa do 1º Domingo da Quaresma. A celebração eucarística foi presidida pelo pároco Pe. Laurindo Aguiar, msf. Os adolescentes do EAC (Encontro de Adolescentes com Cristo) estiveram presentes e participaram da procissão de entrada e do ofertório.

Padre Laurindo assim refletiu em sua homilia:

“Estamos hoje celebrando o Primeiro Domingo da Quaresma. Neste domingo, o Evangelho nos apresenta as tentações, ou Jesus que foi tentado no deserto. Lembrar a imagem do deserto é lembrar o encontro com Deus. A imagem do lugar das provações. Lugar em que, aquele que ali se encontra foi provado. Ele é chamado a dar testemunho. E o deserto também trás para nós esta rica imagem de despojamento. Para o deserto você não pode levar tantas coisas. Senão, não conseguirá ali permanecer ou vencer os obstáculos. O deserto é o lugar do despojamento, da simplicidade, o lugar também para se cultivar a humildade. O povo de Deus sempre carregava essa imagem do deserto como o lugar de encontro com Deus, no encontro consigo. O evangelho nos diz que o ‘Espírito levou Jesus para o deserto’.”

 

 

“Nós, enquanto Igreja, acolhemos o Evangelho. O Evangelho é a boa notícia. E sermos geradores de alegria, de esperança para as pessoas. Aquele que acolhe o Evangelho é sinal de alegria, de esperança, de boa-nova, de boa notícia para muitos irmãos e irmãs; mas, no mundo, muitas forças tentam vencer e propagar não a boa notícia, mas a notícia falsa, que gera morte, que divide, que enfraquece, que escraviza, tantos jovens, tantas famílias. Às vezes, divide a própria Igreja, a própria comunidade. Nós não estamos atentos. A falta de exercício, a falta de oração, a falta de intimidade com Deus leva muitos cristãos a não perceber a ação de Satanás, a ação do demônio, a ação dos adversários de Jesus muito perto de nós.”

 

Participe do canal da Paróquia Sagrada Família no Whatsapp e receba as principais notícias direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

 

“Como refletimos na Quarta-feira de Cinzas, nós estamos neste tempo bonito da Quaresma, que a Igreja, a Palavra de Deus vai nos dizer que é um tempo favorável. Padre, mas por que é um tempo favorável? Favorável porque toda a liturgia nos convida à conversão, à intimidade com Deus e com o amor de Jesus. A cor roxa nos remete à purificação, também nos remete à conversão. Os cantos que animam nossa liturgia nos convidam também a esta conversão, a este chamado, à acolhida de Cristo Jesus, à Palavra de Deus que iremos escutar. Deixamos até na nossa igreja, deixamos menos luz. Para ficar uma coisa mais sóbria, que facilita mais a oração. A Igreja nos propõe neste tempo toda a temática da Campanha da Fraternidade : ‘Fraternidade e Amizade Social’. Aprender a conviver, a lidar com o outro, trazendo este lema importante para nossas vidas. ‘Vós todos sois irmãos e irmãs.’ Refletir e rezar sobre nossa irmandade. Tantos aspectos. A confissão, retiros, tantas formas que temos para entrar em oração, esta intimidade com o Senhor.”

 

Ao fim da Santa Missa avisou-se que em todas as sextas-feiras da Quaresma acontecerá na Matriz a Via-sacra. Participe!

 

Clique aqui para ver a cobertura fotográfica completa.

 

Texto: Alisson Faria / PasCom Sagrada Família

Fotos: Iasmim Soares Lisboa / PasCom Sagrada Família